Fraiha Incorporadora

Conteúdos Fraiha

Os desafios do mercado imobiliário durante a pandemia da Covid-19

O ano de 2020 começou otimista, depois de um 2019 de baixo crescimento na economia nacional. Parecia que caminhávamos para um cenário mais animador, com previsões que enchiam os olhos dos investidores e do mercado. Mas, o mesmo Brasil que caminhava para o futuro, com boas perspectivas, foi impactado pela pandemia do novo coronavírus. E, claro, não é só o nosso país que sofre com a crise da doença, ela também deixa cicatrizes na população e na economia global.

O fato é que o mercado imobiliário também está em meio à turbulência que o distanciamento social provocou, com menos pessoas na rua consumindo, empresas dispensando funcionários e adotando o home office como forma de trabalho integral. O que muitos já estão chamando de “novo normal” se instalou e não houve tempo para se acostumar, foi preciso seguir as regras deste jogo, com foco no planejamento pós-Covid 19.

De maneira geral, no entanto, acredito na recuperação do setor imobiliário e na demanda reprimida. Fatores, como os juros e inflação baixos e a alta do dólar, propiciarão uma resposta rápida do mercado, principalmente o de alto padrão, que tende a ser menos afetado.

Este pode ser um bom momento, por exemplo, para investir em imóveis. O comprador que tiver a possibilidade de realizar uma transação à vista terá poder de barganha, garantindo sua compra sem se comprometer com dívidas no futuro.

Há anos no mercado imobiliário, à frente da Fraiha Incorporadora, percebo que há muitas empresas do ramo que não estavam preparadas para nenhum cenário de crise e, hoje, estão aflitas na busca da geração de caixa, tentando manter o caixa positivo. Considerar que possa haver crises, mesmo que provocadas por fatores imprevisíveis, fez com que, ao longo de todos estes anos, a Fraiha mantivesse seu perfil conservador, evitando as dívidas e, por consequência, passando por essa situação de forma mais amena.

O que percebo é que o foco de muitos players, no momento, é sobreviver. Há casos de construtoras e empreiteiras que precisarão liquidar e baixar valores, o que não vejo como uma boa solução. De forma geral, é preciso repensar a forma de trabalhar, ter foco no mercado, lançando mão de toda sua expertise. 

Em uma recente matéria publicada pelo jornal Valor Econômico, especialistas explanaram sobre os cenários possíveis após a pandemia. Há quem acredite que a renda das pessoas e do crédito para as empresas do setor seja mantida, garantindo uma rápida reação do mercado. Mas, também, há quem aposte na crise mais profunda, com a confiança e a renda dos consumidores comprometidas, impactando na saúde financeira das empresas do setor.

Eu, particularmente, acredito que ambos os cenários são possíveis, dependendo muito do segmento de atuação de cada player. O mercado de empreendimentos de alto padrão, por exemplo, estará capitalizado e apostar, hoje, em imóveis é uma excelente opção de investimento. Haja visto que, mesmo diante do período de distanciamento, tem quem esteja finalizando a compra do seu imóvel. É preciso estarmos atentos, também, ao perfil e exigências do consumidor, que se demonstra cada vez mais antenado, preocupado com o destino do seu dinheiro, valorizando cada metro quadrado. Atender às suas expectativas depende de dois critérios fundamentais: confiança e credibilidade. Quando investe seu dinheiro em imóveis, o comprador precisa ter a certeza da solidez da empresa. 

A pandemia nos deixará, com certeza, muitos legados. Além da solidariedade, que temos visto diariamente em ações de pessoas comuns e empresas, ficará, também, a lição de redução de custos. Cada vez mais, os processos serão otimizados, deixaremos de gastar tanto tempo com deslocamentos e as relações de trabalho serão mais valorizadas. Naturalmente, a relação entre as empresas e clientes também será mais humana. 

Como o mercado se adaptará a tudo isso ainda é uma questão de tempo para sabermos. Mas, e você, como está se adaptando ao novo normal?

Saphir Morgado de Mateus

Vila Mariana
267m²
4 suítes
650m do Parque do Ibirapuera
4 ou 5 vagas determinadas

Receba mais informações


Você é um robô? O sistema irá remover a acentuação da resposta automaticamente.