Novidades Fraiha

Descubra as diferenças entre corretor de imóveis, imobiliária e incorporadora

Quando nos aventuramos no mundo da compra de imóveis, passamos por várias etapas e, às vezes, precisamos de ajuda para entender cada etapa até conseguirmos as chaves daquele tão esperado apartamento. Mas por onde começar? Devemos procurar um corretor de imóveis? Para quê ele serve? Ou então vamos direto a uma imobiliária? Será que compensa mais procurar uma incorporadora?

De fato, são diversas nomenclaturas que representam funções próprias no mundo imobiliário. todas representam algum grau de importância na hora de escolher e comprar o novo imóvel. Definir corretamente por onde começar é o caminho para fazer uma boa negociação, sem imprevistos burocráticos e outros atrasos. Ficou interessado? Dê uma olhada abaixo nas diferenças das principais funções do mercado imobiliário e acerte em cheio na compra do seu apartamento:

O Corretor

O corretor de Imóveis é a pessoa que vai te guiar pelo processo de compra de um apartamento ou casa. O profissional pode trabalhar como autônomo ou em parcerias com imobiliárias e incorporadoras. Basicamente, o corretor deve ter um profundo conhecimento da legislação imobiliária vigente e estar sempre atualizado sobre a situação atual e as principais tendências do mercado imobiliário.

Será o corretor que te dará todas as informações sobre a compra do imóvel desejado, como checar a veracidade e validade das informações do vendedor, organizar as visitas do comprador ao local que será comprado, mediar a negociação de valores entre as partes e outras funções úteis. Dificilmente uma negociação feita com o intermédio de um corretor terá erros ou acabará com alguma parte arrependida. 

A Imobiliária

Ainda que de maneira mais impessoal, a Imobiliária também atua como uma espécie de mediadora entre o comprador e o vendedor. No caso, a função da imobiliária é cadastrar imóveis disponíveis para compra e venda. Assim, oferece ao cliente várias opções para que a busca pelo apartamento ou casa perfeitos seja mais fácil. 

A imobiliária também pode realizar vistorias no local antes de incluí-lo ao seu cadastro para os clientes. Também pode mediar a validade dos contratos entre as partes. O atendimento, entretanto, não é personalizado como no caso dos corretores de imóveis. Cabe à imobiliária apenas oferecer um hall de opções para o cliente.

A Incorporadora

Sem as Incorporadoras, não existiriam os trabalhos das imobiliárias e dos corretores. Ao passo que esses dois facilitam a vida do comprador na hora da escolha e da burocracia, a incorporadora investe e empreende para que existam condomínios à venda. 

Muita gente confunde incorporadora e construtora. Acontece que a construtora é responsável apenas pela mão de obra para levantar o empreendimento. Assim, ela trabalha em parceria com a incorporadora. Esta por sua vez, tem como finalidade realizar o projeto do empreendimento: desde os estudos de viabilidade do local até a entrega final do projeto. É a incorporadora que irá verificar se o projeto é viável ou não e se o local é apropriado. Também verifica se terá compradores em potencial. Por fim, checa se o empreendimento segue as tendências do mercado. Esse e outros detalhes trarão as melhores experiências para o comprador.

É o caso da Fraiha Incorporadora. Com mais de 40 anos no mercado, a Fraiha se preocupa em entregar os melhores empreendimentos para que nossos clientes possam usufruir de toda a experiência que um condomínio de luxo pode oferecer. É como o Casa Mariana, nosso lançamento voltado para quem quer a praticidade do apartamento com o espírito da casa, e o Saphir, para quem não abre mão de uma área de lazer ampla e completa. Ficou curioso? Então fica ligado aqui no blog da Fraiha para conhecer mais sobre nossos empreendimentos.