Fraiha Incorporadora

Conteúdos Fraiha

Como fazer um jardim vertical? Confira dicas!

Leitura 4 minutos

Publicado em 22 de setembro de 2021

Setembro chegou acompanhado da estação mais adorada pelos amantes da arte da jardinagem: a primavera. Nas ruas, os ipês amarelos florescem, nos lares, as orquídeas desabrocham. Mas se engana quem pensa que cultivar plantas é um ato exclusivo de quem tem casa com quintal, apartamentos também possibilitam essa alegria. Que tal aprender como fazer um jardim vertical e embelezar seu terraço?

Tipos de estrutura para jardim vertical

Versáteis, os jardins verticais podem ser elaboradores de diversas formas sem deixar de lado suas vantagens de integrar plantas a lugares afastados do solo e valorizar a estética dos ambientes. Ao mesmo tempo, eles não precisam ocupar muito espaço e ainda auxiliam na redução do stress, promovendo uma sensação de bem-estar e tranquilidade.

Os estilos dessas áreas verdes são muitos e não há como fazer um jardim vertical em seu apartamento sem antes analisar como fazer o melhor uso do espaço. O tipo mais comum é o jardim suspenso de madeira em formato de painéis que permitem o encaixe de vasos ou que oferecem floreiras. Um modelo similar a este é feito com estruturas de metal ou módulos de plástico. Outra forma de jardim vertical necessita do auxílio de prateleiras de madeira ou concreto na parede para apoio dos vasos. Por fim, ainda há a opção de colocar ganchos no teto que criem um efeito de cascata com plantas penduradas em cachepots.

Como fazer um jardim vertical? Confira dicas!

Onde e como fazer um jardim vertical em apartamento?

Muitas áreas da residência podem ser exploradas por um jardim suspenso de madeira, metal, suporte de plástico ou ganchos. Basta uma pitada de criatividade e muito bom gosto! As áreas verdes podem ser incorporadas a sacadas, varandas, terraços ou mesmo paredes da sala de estar que sejam iluminadas.

Um exemplo de empreendimento cheio de opções para jardim é o San Paolo, o breve lançamento de alto padrão da Fraiha Incorporadora. Os apartamentos apresentam dois espaços perfeitos para o cultivo de um jardim: o terraço na área social e o da suíte. Seja para receber familiares e amigos para tomar um vinho em meio às flores da sala ou para aproveitar sua área verde particular no quarto, o San Paolo é um espetáculo para quem gosta de jardinagem. 

O edifício também está localizado no bairro mais arborizado da capital paulista, o Alto de Pinheiros, e oferece jardineiras nos beirais para deixar sua arquitetura mais verde e sofisticada com a delicadeza que apenas a natureza pode presentear.

Plantas para cultivar em apartamento

Para completar seu jardim vertical, após decidir a estrutura e o local ideais, você precisará delas, as anfitriãs do projeto: plantas e flores. Escolhê-las requer a análise da luminosidade da região. Em ambientes com sol pleno, as espécies que melhor se adaptam são o clorofito, a barba de serpente, a hera inglesa, o lambari roxo, a jiboia, o  aspargo-pluma, o colar de pérolas, a flor canhota, a flor de coral e a tilândsia.

Ambientes em meia-sombra ou no interior da residência se dão bem com o antúrio, a bromélia, a flor de maio, a columeia peixinho, as orquídeas chuva de ouro e falenópsis, o asplênio, o pacová, o singônio,  a peperômia, o dedo de moça, a ripsális, a renda-portuguesa, a samambaia e a vriésia. Além da quantidade de luz solar, escolher plantas para cultivar em apartamento também deve considerar o espaço que as raízes têm para se desenvolver no suporte utilizado. Plantas com raízes grandes não são adequadas para um jardim vertical.

Agora que você sabe tudo sobre como fazer um jardim vertical, não importa seu modelo ou localização, conte com a Fraiha Incorporadora para encontrar o empreendimento perfeito para criar seu recanto verde. 

San Paolo

Alto de Pinheiros
277m² e 342m²
Quadra de tênis
3 e 4 vagas determinadas

Receba mais informações


Você é um robô? O sistema irá remover a acentuação da resposta automaticamente.