Novidades Fraiha

Casa Mariana pela designer de interiores Larissa Lieders

Por muito tempo, o design de interiores foi considerado um fator puramente estético e decorativo. É inegável, entretanto, dizer que a estética toca nosso íntimo. Da mesma forma com que sentimos emoções diferentes observando um quadro renascentista e um cubista, por exemplo, nossas emoções também são atingidas de maneiras únicas com o ambiente em que nos encontramos. É esse o preceito de todo designer de interiores. 

Como funciona o trabalho do designer de interiores?

“Nós trabalhamos com as sensações”, sintetiza a designer de interiores Larissa Lieders. Assim, o trabalho do designer de interiores está voltado para o bem estar que o ambiente vai proporcionar para quem vai morar no local.

Dessa forma, o design de interior precisa considerar os moradores para delimitar o que será e o que não será usado para compor o apartamento. “Antes de iniciar o projeto”, explica a designer, “nós geralmente conversamos com a família para traçar seu perfil. Por exemplo: é uma família que gosta de sair? Que sempre come fora? Que é mais caseira e curte mais a casa? Recebe muitas visitas?” A partir daí, explica Larissa, o projeto é criado de modo a satisfazer essas necessidades. De fato, ela reconhece que “a gente [os designers de interiores] tá envolvido justamente em muitas expectativas e sonhos do cliente”.

Com o projeto pronto, nada é por acaso. Aproveitando a arquitetura natural do ambiente (algumas paredes não podem ser derrubadas dependendo do tipo de apartamento, por exemplo), busca-se, primeiramente, “proporcionar uma ideia de espaço. Não estamos aumentando o local, mas passamos essa sensação para a família”. Com isso, a localização e modelos de porta, cores de parede e outros elementos, como espelhos, acabam sendo usados com tal finalidade. Outra estratégia que proporciona uma boa amplitude é a junção de ambientes por meio de elementos em comum, como o mesmo piso entre cozinha e varanda – o que fará os dois ambiente se unirem, apesar de continuarem sendo distintos. 

A partir que foi possível trabalhar o espaço, as especificidades da família começam a ser consideradas: “Para uma família mais intimista, reservada, que gosta de curtir a casa”, exemplifica a designer, “a gente pode investir em iluminação indireta com o uso de abajures e arandelas, o que cria um ambiente mais aconchegante”. Tais itens são descartados caso a família seja mais dinâmica e receba muitas visitas. Nesse caso, uma iluminação no forro poderia ser considerado, dispensando as luzes indiretas, por exemplo.

Dessa forma, independente do estilo da família, o apartamento conseguirá sempre seguir as tendências e os comportamentos dos moradores, proporcionando o máximo de conforto e qualidade.

Mas, como se dá esse trabalho no Casa Mariana?

Casa Mariana pelos olhos de Larissa Lieders

“Quando se trata de um apartamento modelo”, explica Larissa, “nós precisamos pensar uma família fictícia que vai retratar o comprador”. Dessa forma, ao ser convidada pela Fraiha para fazer o projeto de design de interiores do modelo do Casa Mariana, Larissa Lieders traçou um perfil do bairro para dar alma ao empreendimento.

O Casa Mariana está localizado num dos bairros nobres mais charmosos de São Paulo, a Vila Mariana. “É uma região muito movimentada”, comenta a designer de interiores, “com muitas faculdades e vida noturna. Então eu pensei numa família jovem, moderna, talvez com filhos universitários, que normalmente comem fora”, comenta. Isso foi a base para o projeto de Larissa. 

Assim, nasceu o conceito do design do Casa Mariana. No coração de São Paulo, o apartamento de alto padrão, além de contar com o padrão de qualidade Fraiha, apresenta ao morador um conceito moderno e prático de vida. “Eu uni a sala de estar, cozinha e varanda com elementos similares” conta a designer, “diferenciados por alguns elementos: a madeira na sala e na cozinha são as mesmas, mas a cor da cozinha se confunde com a da varanda, que já não usa madeira”, exemplifica. 

“Muitas pessoas de outros apartamentos que visitaram o decorado se surpreenderam com o conceito do Casa Mariana”, conta Larissa. “Se questionavam sobre como a cozinha já dá na porta de entrada, por exemplo”. Novamente, isso é tudo parte do conceito: uma família mais dinâmica usaria menos a cozinha, de modo que ela pode ficar mais exposta. “Eu pensei numa cozinha completa para o Casa Mariana, mas completamente limpa: não há, por exemplo, puxadores nos armários”, o que torna um ambiente moderno e clean, mesmo que completo, por exemplo.

Ficou curioso para conhecer o Casa Mariana e descobrir como a designer de interiores Larissa Lieders pensou o projeto? Então venha visitar um decorado e fique de olho no nosso site e no blog Fraiha Incorporadora!

Se quer conhecer um pouco mais do trabalho de Larissa, você também pode contatá-la pelo número (11) 9 8361 8399; pelo e-mail falecom@larissalieders.com.br. Você também pode acessar o site da designer de interiores clicando aqui